sábado, 16 de abril de 2011

Sem o blante

As lagrimas escorrempelo rosto
Algo aconteceu com seu semblante
Enconlhes todo o seu corpo
Em um canto pra nimguem ver

Fica calada, não fala nada
A moça quieta não existia a algum tempo
Não tens nem a falta de nada
O que te faz ficar com essa cara?

Será tristeza irradiante?
Será alegria enrrustida?
Uma simples frase te acalmaria?
Ou um grande beijo lhe agradaria?

Um abraço sincero
Uma presença, um afeto
Algo pra você mastigar
E faze-la existir

Nenhum comentário:

Postar um comentário